Bancários do Estado de SP aprovam propostas para a Conferência Nacional

Com participação de 311 delegados de todo o Estado de São Paulo, foi realizada no último dia 17/07, na capital paulista, a 12ª Conferência Estadual dos Bancários. O evento foi organizado pela Fetec/CUT/SP e o Sindicato dos Bancários de Jundiaí e Região esteve representado por 11 delegados participantes.

O presidente da CUT Nacional, Artur Henrique, inaugurou a Conferência com uma Análise de Conjuntura, onde destacou o momento positivo da economia, a saída do Brasil da crise econômica e o recorde de mais de 1,5 milhão de carteiras assinadas. Frisou a importância dos trabalhadores impedirem o retrocesso e ampliar a base de apoio no Congresso Nacional e Assembléias Legislativas para darmos continuidade aos avanços conquistados nos últimos oito anos.

A conferência contou com painel sobre sistema financeiro com participação de técnicos do Dieese, além do deputado federal Ricardo Berzoini e de Luiz Cláudio Marcolino. Foram debatidos assuntos sobre a importância do crédito para o desenvolvimento do país, frente à política mesquinha dos bancos.

A Conferência Estadual aprovou propostas que serão encaminhadas para a Conferência Nacional que será realizada no próximo dia 23 de julho.

 

Em síntese, a Conferência Estadual aprovou propostas referentes à manutenção da política de aumento real de salário, valorização do piso da categoria e da PLR e melhores condições de trabalho, com fim das metas abusivas e do assédio moral.

 

Com relação às cláusulas econômicas, foi aprovada proposta de reajuste salarial de reposição da inflação medida no período de 5,71% mais aumento real de 5%. Para a PLR, foi aprovada proposta de pagamento de três salários mais parcela fixa de R$ 4.000,00.

 

“Foram aprovadas propostas referentes ao emprego e condições de trabalho, cuja importância é tão fundamental quanto às questões econômicas, uma vez que a falta de funcionários agrava ainda mais as questões relacionadas à saúde, metas e condições de trabalho.” – comenta Paulo Santos Mendonça, presidente do Sindicato dos Bancários de Jundiaí e Região.

 

Veja as principais reivindicações aprovadas

• Reajuste Salarial – 5% de aumento real, além da inflação projetada de 5,71%
• PLR – 3 salários mais R$ 4mil
• Piso – Salário mínimo do Dieese (R$ 2.157,88)
• Vales Alimentação e Refeição – Salário Mínimo Nacional (R$ 510)
• PCCS – Para todos os bancários
• Auxílio - educação – pagamento para graduação e pós.
• Emprego – Ampliação das contratações, combate às terceirizações, aprovação da convenção 158 da OIT
• Cumprimento da jornada de 6 horas
• Fim das metas abusivas
• Fim do assédio moral e da violência organizacional
• Mais segurança nas agências e departamentos 

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de Jundiaí e Região.

Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Toda a categoria, mesmo quem não é sindicalizado, pode participar e indicar as prioridades para a Campanha Nacional até o dia 03 de junho. Participe!