Bancário com LER/Dort do HSBC é reintegrado após demissão em Criciúma

30/05/2012

Bancário com LER/Dort do HSBC é reintegrado após demissão em Criciúma

 
Crédito: Seeb Criciúma
Seeb Criciúma Um funcionário demitido pelo HSBC de Criciúma-SC, vitima de LER/DORT – dano causado durante os 22 anos de dedicação ao banco inglês – foi reintegrado após forte mobilização e atuação do Sindicato dos Bancários de Criciúma.

Ele foi desligado em 2007 com problemas de saúde, porém, o Sindicato não homologou a recisão do contrato, cobrando da empresa a responsabilidade pelo adoecimento causado ao trabalhador. Nesse período, foi exigido o exame demissional do banco e a caracterização da incapacidade constatada pelo médico da instituição.

“O Sindicato agiu rapidamente, pressionado o banco e garantindo o cancelamento da demissão. O trabalhador continuou em tratamento, considerando que, no seu caso, o grau da LER/DORT é de caráter irreversível”, pondera Julio Zavadil, diretor de Saúde do Sindicato.

No último dia 2 de março, o trabalhador se afastou novamente em função de licença de saúde, retornando as atividades no dia 2 de abril, quando foi mais uma vez demitido, mesmo com direito a estabilidade conforme a CLT e a Lei 8.213/1990.

Com a demissão injusta do bancário, a assessoria jurídica do Sindicato entrou em contato com o banco e preservou o direito do trabalhador, demonstrando haver estabilidade de emprego cancelando seu desligamento na segunda-feira, dia 28 de maio.

“Iremos ainda, entrar com ações judiciais de danos morais e danos materiais para penalizar a instituição, além de fazer denúncia no Ministério Público do trabalho,” conclui Julio.

Fonte: Contraf-CUT com Seeb Criciúma

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email