Assembleia do Banesprev rejeita proposta de equacionamento do déficit

19/03/2012

Assembleia do Banesprev rejeita proposta de equacionamento do déficit

 
Crédito: Afubesp
Afubesp Banespianos reforçaram luta para cobrar serviço passado do Santander

Os participantes e assistidos do Plano II do Banesprev compareceram em massa na assembleia geral extraordinária realizada na manhã de sábado, dia 17, e lotaram o Ginásio 5 do Esporte Clube Banespa de São Paulo para rejeitar a proposta de equacionamento do déficit do plano proposto pelo fundo de pensão e Santander.

Do total de 2.029 votos possíveis – 1.123 banespianos presentes, 906 por procuração – 1.927 optaram pelo não contra apenas 102 votos pela aprovação.

Durante as duas horas de evento, os presentes ouviram tudo com atenção e por diversas vezes aplaudiram as falas dos dirigentes sindicais e da Afubesp, que defenderam a rejeição da proposta de equacionamento do déficit como forma de não dar quitação ao serviço passado do Plano II.

“Os banespianos estão de parabéns pela mobilização, o que nos fez lembrar os bons e velhos tempos de Banespa”, comenta o dirigente da Afubesp, Camilo Fernandes.

Para o secretário-geral da Afubesp, Walter Oliveira, o fato dos colegas estarem bem informados sobre o assunto contribuiu muito para o resultado da assembleia. “Os banespianos entenderam os argumentos das entidades em pregar o voto não para que a luta pelo reconhecimento do serviço passado possa continuar na Justiça”.

Há meses a Afubesp vem trabalhando incessantemente no sentido de democratizar as informações sobre o que é serviço passado, a sua importância nas contas do Plano II e toda a luta que vem sendo desenvolvida pelo seu reconhecimento.

“A assembleia mostrou a força da mobilização dos banespianos na defesa de seus direitos, sobretudo para cobrar do Santander o pagamento do serviço passado”, destaca o secretário de imprensa da Contraf-CUT e diretor da Afubesp, Ademir Wiederkehr.

O que vem por aí

Embora a grande maioria tenha rejeitado a proposta, a contribuição extraordinária será feita do mesmo jeito, lembra a diretora do Sindicato dos Bancários de São Paulo e integrante do Conselho Deliberativo do Banesprev, Rita Berlofa. “Santander e Banesprev deixaram claro em outras oportunidades que aplicarão o rateio a partir do dia 20 de abril, independente do resultado da assembleia. Mas vamos poder continuar cobrando do banco a dívida que ele possui conosco”.

Os dirigentes da Afubesp esperam que ainda esta semana a Previc (Superintendência Nacional de Previdência Complementar) se posicione sobre o recurso interposto pelas entidades há mais de 60 dias, contra o arquivamento da denúncia sobre a falta de aporte do serviço passado.

“Vamos pressionar a Previc para que nos seja dada uma resposta e também para que a autarquia marque uma conversa entre a representação dos banespianos, banco e Banesprev”, informa o conselheiro deliberativo do fundo de pensão e presidente da Afubesp, Paulo Salvador.

“No que diz respeito à via judicial, vamos procurar os juristas consultados para informá-los sobre o resultado da assembleia e definir a melhor estratégia jurídica para defendermos nossos direitos”, conta o conselheiro fiscal do Banesprev e diretor da Afubesp, José Reinaldo Martins.

Fonte: Contraf-CUT com Afubesp

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email