Após venda ao Santander, ABN Amro Bank compra CR2 e retorna ao Brasil

 

Após venda ao Santander, ABN Amro Bank compra CR2 e retorna ao Brasil

 
Carolina Mandl
Valor Econômico

O ABN Amro Bank está de volta ao Brasil. Depois de vender seus ativos no país ao Santander em 2007, o banco holandês retorna ao Brasil com a compra do pequeno banco de origem carioca CR2.

Em comunicado divulgado a investidores, o ABN diz que a transação tem por objetivo permitir que o banco holandês ofereça seus produtos localmente para clientes que já possui nos segmentos de energia, commodities e transportes.

Com R$ 78 milhões em ativos, o CR2 foi fundado no Rio de Janeiro em 2000 por cinco executivos como um banco de investimento. Cinco anos depois, obteve a licença de banco comercial, quando passou a operar com crédito, principalmente para pequenas e médias empresas.

O banco acabou se tornando mais conhecido quando fez a cisão de seus ativos imobiliários, criando a incorporadora CR2. Depois dessa separação, a CR2 fez uma oferta inicial de ações da incoporadora em 2007. Na última quinta-feira (1º), a empresa valia na bolsa de valores R$ 234,9 milhões.

Em um nota publicada em seu site, o banco CR2 afirma que a operação com o ABN Amro, que ainda depende da aprovação das autoridades, envolveu 100% da instituição financeira.

O banco que o ABN Amro vai assumir tem uma carteira de crédito de R$ 39,8 milhões, o que dá pistas de que o interesse da instituição de origem holandesa esteja na licença para operar que o CR2 tem.

Em 2007, o Santander assumiu a operação do ABN no Brasil depois que um consórcio formado por ele, pelo Royal Bank of Scotland e pelo Fortis assumiram o controle do banco holandês. Os ativos do ABN mundo afora acabaram divididos entre as três instituições.

Fonte: Valor Econômico

Compartilhe!