24 de janeiro: Dia Nacional do Aposentado

Hoje, 24 de janeiro, comemora-se o Dia Nacional do Aposentado. Criada em 1981, a data nos remete à criação da Previdência Social no Brasil, instituto que, hoje com 90 anos, garante o pagamento de benefícios a 30 milhôes de brasileiros, em um montante de R$ 23,9 bilhôes depositados mensalmente nas contas de aposentados e pensionistas.

Segundo a diretora de políticas sociais da FETEC-CUT/SP, Crislaine Bertazzi, Defender a Previdência Pública e os benefícios sociais é uma atividade constante do movimento sindical cutista, e faz parte da luta para reduzir as desigualdades sociais, erradicar a pobreza e avançar na construção de uma sociedade justa e igualitária. Neste ano, nossa Central intensificará as reivindicaçôes de suas bandeiras históricas junto ao governo federal, e temas como valorização das aposentadorias e fim do fator previdenciário serão destacadas.

No Brasil, a massa de benefícios previdenciários está crescendo, mas, em média, os salários ainda são baixos. Isso impacta tanto o trabalhador que está na ativa, quanto aquele que já se aposentou. Para que maior distribuição destes benefícios aconteça, o país precisa continuar a se desenvolver, a crescer, gerando empregos formais de boa qualidade.

O Brasil estar envelhecendo rapidamente, resultado da redução da taxa de natalidade e do aumento da expectativa de vida, gera impactos não apenas na seguridade social. A partir do governo Lula houve uma política de valorização do salário mínimo.O salário mínimo acumulado, de 2002 a 2014, obteve um ganho real de 72,35%, possibilitando assim um incremento de R$ 28,4 bilhôes na economia.

A luta do trabalhador aposentado também é em boa parte do interesse dos trabalhadores da ativa, porque estes serão os aposentados de amanhã@@@ ressalta Paulo Bispo, diretor dos Aposentados do Sindicato.

Fonte: FETEC-CUT/SP e Seeb Jundiaí

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email