Sindicato reivindica mais segurança e valorização de funcionários nas agências do Santander

Bradesco antecipa pagamento de PLR na próxima sexta (15/09)
12 de setembro de 2017
Franco da Rocha terá nova agência do BB
12 de setembro de 2017

A diretoria do Sindicato dos Bancários de Jundiaí e região reuniu-se na manhã desta terça-feira (12) com representantes do Banco Santander para reivindicar melhorias nas áreas de segurança e atendimento.

O Sindicato questionou a falta da porta giratória na agência piloto, inaugurada recentemente na agência Centro que agora incorpora três agências. O banco informa que implementou um  sistema moderno de segurança, garantindo mais eficácia que a porta giratória. Douglas Yamagata, presidente do Sindicato, ressalta que, apesar da melhoria da segurança interna, a porta ainda é fundamental para garantir a segurança de clientes e funcionários. “Inclusive existe lei municipal de 2014 que obriga a colocação da porta. Trata-se, portanto, de um mecanismo incontestável de segurança”, afirma o presidente.

Sobre as longas jornadas de trabalho o banco informa que está passando por readequação e que a extrapolação foi pontual por conta da fusão das agências. O Sindicato relata ter recebido denúncias e entende que o ideal é haver mais contratações de bancários para melhoria no atendimento.

O assédio moral também foi pauta do encontro. O diretor Natalício Gomes conta que o Sindicato recebeu diversas denúncias, que incluem cobranças abusivas e ameaças de demissão durante e fora do horário de expediente. Os representantes do Santander se comprometeram a apurar as denúncias e reorientar seus gestores, já que essa prática contraria a política do banco.

O Sindicato informa que continuará acompanhando a atuação do Santander no intuito de coibir as práticas de assédio e as longas jornadas de trabalho e que prossegue cobrando a instalação das portas de segurança.

fonte: Seeb Jundiaí