Santander: Encontro Nacional aprova plano de lutas específico

Trabalhadores do CCB Brasil concluem minuta de reivindicações e defendem criação da COE
8 de junho de 2017
Em julho tem Curso Preparatório CPA-20
9 de junho de 2017

Prioridade serão ações contra reformas e pela retomada da democracia; bancários também levantaram questões específicas para serem tratadas na próxima reunião do CRT com o banco

Os bancários do Santander concluíram na manhã desta quinta-feira (8), em São Paulo, o Encontro Nacional dos Funcionários do banco. “Preparamos um plano de lutas contra as reformas trabalhista e da Previdência e a para minimizar os impactos da terceirização e da reestruturação do banco e uso de novas tecnologias sobre o emprego e as relações de trabalho e conseguimos ir além, ao levantarmos questões específicas para tratarmos com o banco no próximo CRT (Comitê de Relações Trabalhistas)”, afirmou Maria Rosani, coordenadora da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Santander.

Rosani ressaltou que neste mês terão prioridade as ações contra as reformas e pela retomada da democracia no país. “Não chamaremos, neste momento, nenhuma reunião específica com o banco. A conjuntura nos impõe lutarmos pelo ‘Fora Temer’ e sua substituição por meio de eleições diretas. Ao realizarmos estas lutas, estaremos, também lutando contra a redução de empregos e de diretos e contra a precarização das condições de trabalho”, explicou a coordenadora da COE do Santander.

Entre as ações que constam no plano de lutas aprovado pelos bancários do Santander foram definidas reuniões nos locais de trabalho para esclarecer sobre os principais impactos da reforma trabalhista e convocar a todos os trabalhadores para aderir e ajudar a construir à maior greve da história do país, inclusive convocando a participação dos familiares dos bancários.

O relatório do encontro, com o plano de lutas específico será enviado para a Contraf-CUT e para a COE Santander posteriormente.

Leia também:
Mudanças na legislação e nas relações de trabalho já atingem bancários do Santander

Reforma trabalhista e tecnologia impactam emprego e perfil dos trabalhadores

Defesa do emprego e dos direitos são prioridades no Encontro dos Bancos Privados

Comando Nacional debate estratégia para Campanha Nacional no Encontro dos Bancos Privados

Fonte: Contraf-CUT